18-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

As edições de 2016 e 2018 do Rock in Rio-Lisboa foram aprovadas no passado dia 24 pela edilidade da capital, com um voto contra (do PCP) e a abstenção dos vereadores do movimento Cidadãos por Lisboa, que integram a maioria socialista. 
 
Os vereadores do PCP não concordam com a isenção a 100 por centro de taxas à promotora do evento, que no total somam aproximadamente três milhões de euros. "A isso acrescem serviços vários que a câmara vai prestar e que são também na ordem dos três milhões de euros. Feitas as contas, são seis milhões no total", frisou João Ferreira. 
 
Sobre o Rock in Rio, António Prôa, vereador do PSD, disse que os valores das contrapartidas da câmara à empresa promotora do evento não constam da proposta, tal como as contrapartidas da empresa à autarquia não foram "descritas de forma rigorosa". 
 
A proposta foi aprovada, mas o PSD propôs que "até à discussão em assembleia municipal sejam inseridos estes valores para que haja transparência no processo". 
 
O Rock in Rio-Lisboa tem lugar na capital portuguesa, de dois em dois anos, desde 2004. A edição de 2014 do evento decorre nos dias 25, 29, 30, 31 de maio e 1 de junho, e conta com nomes como Rolling Stones, Arcade Fire ou Justin Timberlake.
Publicado em Rock in Rio
A Cidade do Rock recebeu mais de 345.000 fãs ao longo dos cinco dias de evento, e ultrapassou a meta dos 2 milhões de pessoas que passaram as portas da Cidade do Rock, ao longo dos 10 anos do evento em Portugal.
 
O dia 25 de maio, com o regresso a Portugal de Robbie Williams recebeu cerca de 60 mil pessoas, que vibraram com um concerto cheio de classe e bom humor. Já o segundo dia, 29 de maio, teve lotação esgotada com os míticos The Rolling Stones, que tiveram 90 mil pessoas a assistirem ao seu concerto, e que contou com Bruce Springsteen como convidado surpresa.
 
O terceiro dia, 30 de maio, 68 mil pessoas vibraram com o rock de Linkin Park, que levou a multidão à loucura e assistiram ao espectáculo do DJ Steve Aoki, que atirou bolos e barcos ao público. A 31 de maio, 47.500 pessoas vibraram com a estreia de Lorde em Portugal, e com o espetáculo de Arcade Fire e Ed Sheeran, e celebraram a obra de Variações, durante a Homeagem que o Palco Mundo acolheu. 
No encerramento, a 1 de junho, 80 mil pessoas dançaram ao ritmo da boa disposição de Jessie J e receberam Justin Timberlake com uma verdadeira ovação.
 
Na edição que comemora os 10 anos do Rock in Rio-Lisboa, foi ultrapassada a marca dos 2 milhões de pessoas que passaram pela Cidade do Rock, no Parque da Bela Vista, desde 2004. Entretanto, já foi confirmada a edição do evento, que regressa em 2016 e 2018.  
 
Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio deixou uma mensagem de agradecimento "Mais uma vez, a Cidade do Rock encheu-se de sorrisos e foram cinco dias cheios de histórias e memórias bonitas. A Rock Street voltou a ser um êxito, a Street Dance continuou a surpreender, e o Palco Vodafone conseguiu conquistar milhares de pessoas, que todos os dias assistiram aos concertos. E, todas as noites terminaram na impressionante aranha Eletrónica, que ganhou vida e fez a festa continuar até às 04h00." 
 
O maior evento de música e entretenimento do mundo segue agora para Las Vegas, onde a primeira edição do evento nos Estados Unidos acontece em maio de 2015. Em Setembro de 2015, o Rock in Rio volta também ao Rio de janeiro.
 
Publicado em Rock in Rio
domingo, 13 maio 2012 23:40

Roberto Medina vende 50% do Rock in Rio

Os empresários Roberto Medina e Eike Batista assinaram uma sociedade inédita com o objetivo de expandir a marca Rock in Rio, maior evento de música e entretenimento do mundo, para outros continentes. Roberto Medina vendeu 50% da empresa Rock World S.A., detentora da marca Rock in Rio, para a IMX Live, braço da IMX, holding de desporto e entretenimento dos Grupos EBX e IMG Worldwide. Esta é uma das maiores operações realizadas na indústria do entretenimento no Brasil até ao momento. A previsão é que para os próximos cinco anos sejam investidos U$350 milhões na marca Rock in Rio, em todo o mundo.
 
A sociedade nasceu da admiração mútua entre Roberto e Eike, que partilham a paixão pelo Rio de Janeiro, o empreendedorismo e a vontade de construir um mundo melhor, tema que é, desde 2001, um dos pilares do Rock in Rio. Roberto Medina permanece com a gestão dos festivais, assumindo a função de chairman e diretor-presidente da nova empresa. A IMX Live atuará na estruturação financeira. A parceria tem início imediato, já para as edições deste ano na Europa, que acontecem em Lisboa (maio e junho) e Madrid (junho e julho). O Rock in Rio regressa ao Brasil em setembro de 2013, seguindo para a Argentina em outubro do mesmo ano.

“Sempre nos admiramos mutuamente e quando nos conhecemos foi paixão à primeira vista. Pensando na marca Rio, no desenvolvimento de um mundo melhor, mais sustentável e igual para todos, tornou-se imprescindível avaliar esta sociedade. Estamos a dar um salto para um reconhecimento global da marca que hoje já é conhecida em diversas partes do mundo e que faz frente a eventos internacionais de peso”, explicou Roberto Medina.
 
“O Rock in Rio é uma marca mundial, que ajudou a consolidar a imagem positiva do Rio de Janeiro no exterior. É muito prazeroso fazer parte desta sociedade com o Roberto Medina e comprovar que temos capacidade e recursos não só para sediar mega eventos como também para exportar esse produto”, afirmou Eike Batista.
 
O Rock in Rio chegou ao continente Europeu em 2004, quando aconteceu a primeira edição em Lisboa. Em 2008 foi realizado pela primeira vez em Madrid e, em 2013, vai estrear-se na Argentina, em Buenos Aires.

“O meu maior sonho é poder realizar o Rock in Rio nos Estados Unidos, berço da indústria fonográfica e dos grandes eventos de música do mundo, remata Roberto Medina.
 
 
Publicado em Rock in Rio
A Rock Street, rua cenográfica da Cidade do Rock, está de regresso ao Rock in Rio-Lisboa. Esta rua, que foi um autêntico sucesso na edição de 2012, regressa este ano à renovada Cidade do Rock portuguesa e, desta vez, inspirada na Grã-Bretanha e na sua vizinha Irlanda.
 
Depois do sucesso desta nova temática no Rock in Rio 2013, no Rio de Janeiro, a nova Rock Street vem abrilhantar o 10º aniversário do Rock in Rio-Lisboa, sendo o primeiro palco do evento a abrir. Todos os dias, das 16 horas à meia-noite, a Rock Street proporciona oito horas de um ambiente alegre e divertido, onde o público se sente a viajar pelo exótico bairro londrino Camden Town e pelo irlandês Grafton Street, com artistas de rua também imersos nesta temática. A RSBB atuará em todos os dias do evento com um repertório que celebra sobretudo a música do mítico quarteto britânico The Beatles.
 
Todos os dias, na abertura de portas, a gaita-de-foles escocesa irá dar as boas-vindas ao público e encaminhar os primeiros fãs a entrar na Cidade do Rock para o cenário descontraído e envolvente da Rock Street.
As vinte lojas, bares e restaurantes da Rock Street vão também ficar imersos na temática dos pubs ingleses e nas ruas de Dublin. Tal como na edição de 2013 do Rock in Rio, no Rio de Janeiro, estas estruturas são de fibra de vidro (material sustentável e de fácil reutilização)
 
Entre as marcas presentes estarão a Caixa Geral de Depósitos, Lúcia Piloto, Heineken, Watx & Colors, FNAC, Continente, Multiópticas, Vodafone, MOP, Multidados, Portugália, Telepizza, Leitão no Pão e Diário de Notícias.
 
Pela primeira vez, o palco da Rock Street terá um naming próprio, passando a denominar-se Palco EDP Rock Street e possui cerca de 13 metros de largura e 3,5 metros de altura, e muito próximo do público. 
 
Publicado em Rock in Rio
Dez anos após a última edição brasileira (2001) o maior evento de música e entretenimento do mundo regressa à cidade que o viu nascer.
O Rock in Rio 2011 começa hoje e prolonga-se pelos dias 24, 25, 29 e 30 de Setembro e 1 e 2 de Outubro, na Lagoa de Jacarapaguá, Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
Confere a programação em www.rockinrio.com.br/pt/live/lineup.php.

 


A Cidade do Rock
O Rock in Rio vai utilizar durante os seus sete dias cerca de 12 mil KWA, energia que dá para abastecer o equivalente a 600 casas. O recinto tem dez torres de som e luz, com o formato de rabo de peixe, com 15 metros de altura e 10 toneladas cada. Cerca de 600 pessoas trabalharam diarimante na construção da Cidade do Rock, que tem 40 mil m² de relva sintética, mais de 200km de cabos, 7 ecrãs gigantes e um total de 3 mil toneladas de material utilizado para a montagem das estruturas.
Ao todo foram montados 16 stands, 46 lojas, 12 quiosques, mais de 11 bares e restaurantes, cinco caixas multibanco e cinco cabines anti-ruído espalhadas pelo espaço.
A zona frontal da Cidade do Rock tem 1km de extensão, com 2,5km de perímetro na área que compreende o Palco Mundo e o Palco Sunset e 150m de distância entre os dois espaços. Para encontrar uma área de restauração ou sanitários o público não vai precisar de andar mais do que 60m.

 

 

 

Palco Mundo
O Palco Mundo vai receber grandes nomes da música brasileira e internacional. Tem 86m de frente de palco, 25m de altura, pesa 600 toneladas, e os artistas estarão a uma altura de 2,5m. O revestimento cenográfico é composto por painéis dinâmicos côncavos e
convexos arredondados em placas de metal, uma forma de representar a interactividade entre palco, artistas e público. Estes painéis ampliam os efeitos da iluminação durante a noite, transformando-o num espectáculo à parte.

 

 

 

Palco Sunset
Palco dos grandes encontros ao pôr-do-sol, onde artistas brasileiros e internacionais se vão juntar em jam sessions especiais, inusitadas e inesquecíveis, o Palco Sunset tem 31m de frente, 15m de altura e pesa 100 toneladas. Esta estrutura é menor que a anterior para que os concertos sejam mais intimistas e o público se sinta mais próximo dos artistas que estarão apenas a 2 metros de altura. A ideia por trás deste projecto é oferecer um espaço onde os músicos têm total liberdade para experimentar, onde podem interpretar o reportório uns dos outros, convidar mais nomes para subir ao palco, libertar a criatividade em concertos especialmente preparados para o evento. O conceito estende-se aos bastidores, com os camarins voltados para um lounge, um espaço com instrumentos para os artistas se aventurarem e improvisarem, podendo depois levar essas criações para palco.

 

 

 

Tenda Electrónica
Os melhores DJ’s do mundo vão fazer dançar os fãs da música electrónica numa área com 40m de diâmetro com capacidade para mais de 5 mil pessoas. A Electrónica é composta por equipamentos de som e luz de última geração, além de 6 megafones gigantes, de 9 metros de altura, que pesam em conjunto 20 toneladas, ecrãs gigantes para projecção de imagens e plataformas onde vão estar os bailarinos, assim como um espaço especial para o DJ comandar a festa.

 

 

 

Diversões e Village
A Cidade do Rock será dedicada não apenas à música mas também ao entretenimento, com uma série de atracções que vão para além dos concertos. O Slide com 200 metros de extensão vai permitir o “voo” sobre o público à frente do Palco Mundo, inclusive durante os concertos. Com 28 metros de altura, a Roda Gigante vai oferecer uma vista panorâmica da Cidade do Rock. O Free Fall, localizado à entrada da Rock Street, vai despertar fortes emoções nos adeptos de actividades radicais, com uma queda livre de 17 metros de altura. A Montanha Russa é o único divertimento a encerrar o funcionamento juntamente com os concertos do Palco Mundo.
Para quem gosta de compras, o Village funcionará como um espaço com stands focados em gastronomia, lazer, compras, cada um com uma decoração própria, apresentados ao longo de 200 metros. Um total de 28 lojas de 45m2 cada, sendo 12 de alimentação e 16 de marcas, que funcionam das 14 horas às 4 horas.

 

 

 

Rock Street
A Rock Street é a grande novidade do Rock in Rio 2011 e promete surpreender o público. Esta rua cenográfica é inspirada em Nova Orleães (EUA) tem 160 metros de dimensão e terá 20 lojas, bares e restaurantes onde o público vai encontrar todos os dias, desde a abertura de portas (14h00) às duas horas da manhã, actuações de artistas do mundo do jazz e do blues, músicos que vão circular pela rua, artistas de sapateado como Stephen Harper e Max Pollack, malabaristas, acrobatas, mágicos, estátuas humanas, caricaturistas entre outras surpresas que a organização preparou.

 

Publicado em Rock in Rio
A contagem decrescente já começou. A 8.ª edição do Rock in Rio-Lisboa tem data marcada para os dias 23, 24, 29 e 30 de junho 2018 e promete transformar, uma vez mais, o Parque da Bela Vista num gigante palco de experiências, com uma programação surpreendente que combina o melhor do entretenimento. 
 
Além de novas datas, a organização revela que o evento terá, na sua próxima edição, mais horas de entretenimento diário (com a Cidade do Rock a abrir as suas portas pelas 12h00 e a fechar às 02h00) e novos espaços, com novos conteúdos. 
“Não só estamos de regresso a Lisboa para mais uma grande edição do Rock in Rio, como estamos a reforçar a nossa aposta em Portugal, investindo em novos formatos de entretenimento que vão ao encontro daquilo que são as áreas de interesse do nosso público”, afirma Roberta Medina, rosto do evento.
 
Com o objetivo de expandir a sua oferta de entretenimento dentro do recinto, elevando a experiência vivida no festival a um novo patamar, o Rock in Rio prepara-se para introduzir, na Cidade do Rock, novas áreas e novos palcos, dedicados a algumas das principais tendências da atualidade. Um espaço que celebra a cultura pop e os seus principais ícones, um palco dedicado aos fenómenos digitais que traz um pouco do mundo online para o offline, uma nova área de gastronomia e uma nova Rock Street que viaja até às origens da música são algumas das novidades que marcarão a 8.ª edição do Rock in Rio-Lisboa. 
Publicado em Rock in Rio
quarta, 11 julho 2012 00:01

Balanço do Rock In Rio - Madrid 2012

A Cidade do Rock de Arganda del Rey, a cerca de 25 km de Madrid, recebeu 186.000 fãs nos 4 dias da terceira edição espanhola do maior evento de música e entretenimento do mundo.

O dia de arranque do evento, 30 de junho, recebeu grandes estrelas da música latina como El Pescado, La Oreja de Van Gogh, Macaco e Maná, numa noite em Lenny Kravitz foi cabeça de cartaz, na qual se juntaram 42.000 pessoas.

O  segundo dia, 5 de julho, apresentou nomes como Swedish House Mafia, Calvin Harris, Amaia Montero, El Último Vagon e Carl Cox em substituição de Rihanna, que cancelou a sua participação devido ao falecimento da avó, juntando 25.000 pessoas.

O terceiro dia, 6 de julho, mais de 60.000 pessoas não quiseram perder a grande Festa Eletrónica que juntou pela primeira vez na Europa Pitbull, David Guetta e Martin Solveig. Erick Morillo, Afrojack, Pete Tong e Wally López também participaram nesta noite que levou os visitantes da Cidade do Rock a dançar em frente ao Palco Mundo, transformado numa pista de dança gigante, com efeitos de luz e fogo de artifício.

No último dia, a 7 de julho, 55 mil pessoas assistiram aos concertos de Red Hot Chilli Peppers, que deram um concerto memorável, Incubus, os extravagantes Gogol Bordello e, Deadmau5, com a sua característica cabeça de rato, a encerrar a terceira edição espanhola do evento.

A oferta de entretenimento incluiu ainda o slide em frente ao Palco Mundo, a roda gigante, as diferentes propostas e atividades apresentadas pelos parceiros e patrocinadores do evento e o palco Street Dance, que o público português teve a oportunidade de ver em primeira mão na edição portuguesa, no qual competiram os participantes da etapa espanhola do Concurso Internacional Street Dance, cuja final será disputada na 1ª edição argentina, em Outubro do próximo ano.

O maior evento de música e entretenimento do mundo segue agora para o Rio de Janeiro onde acontecerá nos dias 13, 14, 15, 19, 20 e 21 de setembro de 2013 e em seguida desembarca pela primeira vez em Buenos Aires nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 4, 5 e 6 de outubro. Em 2014 volta a Lisboa e a Madrid, em datas ainda por definir.
Publicado em Rock in Rio
Depois de estrear no Rock in Rio 2013, no Rio de Janeiro, a Cidade do Rock de Lisboa vai agora receber a nova Eletrónica: uma estrutura com 40 metros de diâmetro com uma cenografia futurista, inspirada na forma de uma aranha robótica em que pilares de 11 metros de altura simulam a forma de patas gigantes. Com um espaço para público de mais de 1300 m2, a Eletrónica aproxima ainda mais o público dos DJ's, ao colocar a cabine num espaço central, que fica completamente rodeado pelo público.
 
Na edição que marca os 10 anos do Rock in Rio-Lisboa, a organização do maior evento de música e entretenimento do mundo preparou inúmeras surpresas para os amantes de música eletrónica. Entre os DJ's internacionais confirmados para esta edição estão os canadianos Pretty Lights; Tiga, o canadiano que alcançou o êxito com "Push" ou "You Gonna Want Me"; Apollonia, Breakbot, Dusky, Le Youth, Frivolous, Flow & Zeo, entre outros. 
 
O cartaz conta ainda com nomes da nova geração da música eletrónica nacional como Voxels, Ramboiage, Pena, Bis Boys Please, Octa Push Live e DJ Ride, que atuou na Eletrónica do Rock in Rio, no Rio de janeiro, em setembro passado. 
Também na cabine vão encontrar-se pela primeira vez os "Underground Sound of Lisbon" - DJ Vibe e Rui da Silva - respetivamente. 
 
Para Miguel Marangas, Diretor Artístico do espaço "este é um cartaz que foi pensado para os verdadeiros amantes da música eletrónica e que pretende mostrar o melhor que a nova geração do panorama nacional e internacional está a fazer. Sempre apostámos em novos artistas, e mantemos essa aposta nesta edição."
Publicado em Rock in Rio
O Rock in Rio estreou-se em grande nos Estados Unidos da América e em quatro dias de evento - 8, 9, 15 e 16 de maio - conquistou os americanos com 172 mil fãs a marcaram presença na primeira edição do evento. No último sábado, 48 mil pessoas passaram pela Cidade do Rock, em Las Vegas Strip.  
 
Para Roberta Medina, Vice-Presidente do Rock in Rio, o momento é para celebrar. “Estamos muito felizes com o resultado da primeira edição do Rock in Rio nos Estados Unidos da América. Ser classificado com nota nove pelo público do evento é, por si só, muito gratificante e saber que 78% das pessoas querem voltar na próxima edição, enche-nos de orgulho. Agradecemos ao público americano por terem recebido tão bem o Rock in Rio e isto é apenas o começo - viemos para ficar”.
 
44 horas de música, 85 concertos e inúmeros artistas de rua contribuíram para conquistar um público composto por diversas faixas etárias e 32 nacionalidades, entre as quais portugueses, brasileiros, mexicanos e americanos. Durante os quatro dias, pessoas de 47 estados da América do norte puderam descobrir a Cidade do Rock.  
 
No recinto da primeira edição do Rock in Rio USA as atrações dividiram-se entre o Palco Mundo, Palco Mercedes-Benz Evolution, Eletrónica e três Rock Streets - uma inspirada nos EUA, outra no Reino Unido e uma terceira no Brasil, em homenagem aos 30 anos do evento. Por aqui passaram grandes nomes da música como No Doubt, Metallica, Taylor Swift, Bruno Mars, Foster The People, Deftones, Jessie J, Joss Stone, MVTH, Caked Up, Heidi Lawden, DJ Vibe e muito mais.
 
Rock in Rio USA em números
  • 172 mil pessoas passaram pela Cidade do Rock de Las Vegas nos dois fins de semana (82 mil no primeiro e 90 mil no segundo);
  • Nos quatro dias de evento, o Rock in Rio foi trend topics com a hastag #RockinRioUSA;
  • 600 mil pessoas acederam ao site do festival durante as duas semanas do evento;
  • No total, foram realizados 20 casamentos na Cidade do Rock.
Publicado em Rock in Rio
segunda, 31 janeiro 2011 22:06

Brasil: Rock In Rio 2011 anuncia nomes pop

O público que comparecer ao primeiro dia do Rock in Rio terá a oportunidade de ver quatro das maiores estrelas da cena pop internacional. No dia 23 de Setembro, o Palco Mundo recebe o ícone britânico Elton John, as novas divas Katy Perry, dos Estados Unidos, e Rihanna, de Barbados – ambas vão actuar pela primeira vez no Brasil –, e a brasileira Claudia Leitte. Para ficar informado sobre a próxima edição do evento pode aceder ao site e às redes sociais do Rock in Rio, como o Twitter (mais de 121 mil seguidores), Facebook (112 mil fãs) e Orkut (40 mil membros), entre outras.
 
Com cada dia destinado a um estilo, o Rock in Rio é um evento para todas as tribos. A lista de nomes já confirmados pela organização para o Palco Mundo inclui: Red Hot Chili Peppers, Coldplay, Snow Patrol, Stone Sour, Metallica, Motörhead, Slipknot, Coheed and Cambria, Capital Inicial, Skank e NX Zero. Já o Palco Sunset, que receberá todos os dias quatro encontros especiais entre artistas consagrados e novos nomes da música brasileira e internacional, tem confirmados nomes como Erasmo Carlos e Arnaldo Antunes, Sepultura, Angra, Tulipa Ruiz, Cidadão Instigado, Marcelo Camelo, Orkestra Rumpilezz e Céu.
 
Novas atracções serão divulgadas em breve, reunindo mais uma vez os maiores nomes do rock e do pop mundial ― brasileiros e estrangeiros, clássicos e contemporâneos ―, no maior evento de música e entretenimento do mundo. Serão 14 horas de festa por dia, com concertos no Palco Mundo, Sunset, Eletrónica, Rock Street, e ainda roda-gigante, montanha russa, free fall, slide, um shopping com 30 lojas, entre muitas outras novidades que transformarão a Cidade do Rock num verdadeiro parque de diversões para todas as idades.
Publicado em Rock in Rio
Pág. 1 de 14
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.