26-02-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Os festivais Optimus Alive, Paredes de Coura e Boom Festival estão entre os finalistas dos prémios para os melhores eventos de música da Europa de 2012, cujos vencedores serão conhecidos hoje, em Groningen, na Holanda.

Os prémios - intitulados European Festival Awards - serão atribuídos na abertura do festival Eurosonic, que anualmente acontece em Groningen, Holanda, em torno da mais recente música que se produz na Europa.

O Optimus Alive, no Passeio Marítimo de Algés (Oeiras), e que, em 2012, contou com artistas como Radiohead, The Cure e Stone Roses, está nomeado para melhor festival de grandes dimensões, para melhor cartaz e para o prémio de melhor evento escolhido por jornalistas e promotores ("Artist's Favourite Festival").

Nesta última categoria, além do Optimus Alive, está também nomeado o festival Paredes de Coura, cuja 20.ª edição aconteceu em agosto de 2012 naquela localidade minhota, com Ornatos Violeta, dEUS, Patrick Watson e Of Montreal a integrar o cartaz.

A empresa Everything is New, que organiza o Optimus Alive, está indicada na categoria de promotora do ano.

O Boom Festival, que decorre em Idanha-a-Nova, está nomeado na categoria de festival ecológico.

A organização dos European Festival Awards distingue os melhores festivais de música em mais de uma dezena de categorias, mas também premeia artistas que se destacaram em digressão, nomeadamente os cabeças-de-cartaz - como os Foo Fighters, Bon Iver e os Pearl Jam -, e os artistas revelação - como os Alabama Shakes e os Alt-J.

Os três festivais portugueses competem ao lado de eventos como o Primavera Sound (Espanha), o Roskilde Festival (Dinamarca), o Printemps De Bourges (França), o Melt! Festival (Alemanha) e o Rock Werchter (Bélgica).
Publicado em Festivais
O festival Seaside Sunset Sessions está de regresso à Praia Fluvial da Pampilhosa da Serra entre os dias 17 e 25 de agosto e apresentou na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, os primeiros artistas confirmados.
 
Karetus, Oskar DJ (DJ residente do festival), Hugo Tabaco, DJ É-me (DJ Oficial da Cidade FM) e ainda o projeto I Love Baile Funk foram as primeiras confirmações anunciadas pela organização.
 
A entrada no evento entre os dias 17 a 22 de agosto será gratuita, enquanto que nos dias 23 e 24, os festivaleiros terão de adquirir bilhete. A organização promete anunciar novidades acerca do evento para breve.
 
 
Publicado em Festivais
O festival Dancefloor, que este ano será realizado no Altice Forum, em Braga, nos dias 26 e 27 de julho, confirmou ontem mais dois nomes para o line-up da quinta edição do evento.
 
A dupla Yellow Claw regressa mais uma vez ao nosso país, num cartaz que contará também com a presença de Ran-D, um dos pioneiros do hardstyle, um dos géneros principais deste festival de música eletrónica.
 
Deorro e a dupla D-Block & S-te-Fan são outras das presenças confirmadas no Dancefloor. OS bilhetes já se encontram disponíveis nos locais habituais com preços entre os 16 e os 38 euros.
 
 
Publicado em Festivais

 
Dia 7
 
Segundo dia de Ultra. A manhã é passada a descansar porque hoje o recinto abre ao meio dia. Entramos e vamos ver Fedde Le Grand no mainstage. Depois, andámos a percorrer todos os palcos e fomos até ao merchandising comprar umas lembranças.
 
Adorei o set do Tiësto e, para mim, o momento alto foi mesmo quando a mulher subiu ao palco. Foi arrepiante. Vimos também Jauz, Alan Walker e Afrojack. Fomos até ao palco Resistance ver o rei Carl Cox. Nunca desilude. Fomos até ao palco para ver Kevu e regressamos ao mainstage para o grande show dos The Chaimsmokers. Encerrou o segundo dia de Ultra.
 
Regressámos a casa para descansar porque amanhã será um dia histórico: o regresso do trio Swedish House Mafia aos palcos.
 
Publicado em Ultra Music Festival
sexta, 20 julho 2018 20:50

Boom Festival regressa a Idanha-a-Nova

Os 150 hectares da Boomland, em Idanha-a-Nova, preparam-se para receber o regresso do Boom Festival, no próximo dia 22 de julho. A 12ª edição do evento termina no dia 29 deste mês.
 
Este ano, a organização espera festivaleiros de 147 nacionalidades estrangeiras, sendo que 85% do público será também proveniente de outros países. Nesta edição o país convidado será a Costa Rica.
 
“O Boom Festival é um dos principais ativos de Idanha-a-Nova enquanto Cidade da Música, no âmbito da Rede de Cidades Criativas da UNESCO. Tem dado um contributo essencial para o sucesso da estratégia de desenvolvimento do município, por todo o valor que cria na região, direta e indiretamente. Podemos referir a criação de riqueza e emprego, toda a inovação em termos de práticas de sustentabilidade ambiental e social ou a projeção internacional muito positiva de Idanha e de Portugal”, referiu Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal daquela localidade.
 
A sustentabilidade ambiental é um dos grandes objetivos a ser destacados pelo Boom Festival, tendo já vindo a ganhar o prémio de “Outstanding Greener Festival Award” durante vários anos.
 
Segundo Joaquim Morão, antigo presidente das Câmaras Municipais de Idanha-a-Nova e Castelo Branco, o festival tem “um impacto na economia nacional a rondar os 35 milhões de euros”.
 
Publicado em Festivais
A última edição do Atmosphere Festival, que decorreu no passado fim de semana, em Rio Grande do Sul, no Brasil, ficou marcado pelas piores razões. O mau tempo que se fez sentir no domingo fez com que a estrutura do palco caísse, matando um DJ e ferindo outras três pessoas.
 
DJ Kaleb é a vítima mortal, um artista brasileiro que percorria vários eventos e festivais de música eletrónica em todo o território brasileiro.
 
A organização do Atmosphere Festival já emitiu um comunicado oficial na sua página de Facebook, onde informa que sempre tiveram atenção com a segurança do público, cumprindo todos os processos e autorizações pedidos pelas autoridades brasileiras.
 
“Estamos desolados, perdemos um amigo, um artista. Nossa prioridade é dar assistência aos feridos e suas famílias. Agradecemos à Brigada Militar e ao Corpo de Bombeiros por toda a assistência”, concluiu a organização do evento na rede social.
 
Publicado em Festivais
A amplitude comunicacional dos festivais de música em Portugal é cada vez mais ampla e por isso são hoje mais recorrentes os que têm no seu cerne ou numa das suas ações a vertente solidária.
 
Deixo abaixo três desses exemplos sendo que apenas tive em conta aqueles que mantêm uma lógica recorrente e estratégica nesta área pois muitos festivais evocaram razões solidárias esporádicas (nomeadamente nos anos de Troika em Portugal) mas ou não existem hoje ou o seu conceito não conseguiu obter um fundamento válido junto do seu público.
 
Rock With Benefits
Existe desde 2011, com uma edição especial no final de cada ano civil e várias sessões espartilhadas ao longo do ano em que recebem artistas pop/rock portugueses. É na cidade de Fafe que está um dos primeiros eventos culturais a ter a causa solidária como um fator de motivação para a realização e dádiva musical como moeda de troca com o seu público. Os fundos revertem para o apoio a famílias carenciadas sinalizadas do Município em que ocorre - o público pode pagar parte do seu bilhete em produtos alimentares;
 
Party Sleep Repeat
É um dos "novos festivais" que melhor tem conseguido posicionar-se e afirmar-se no panorama nacional com um público fiel e que reconhece o critério e qualidade musical (as bandas alternativas portugueses) que coloca a cada edição e respeita o que levou a concretizar este evento. Nasceu, em 2013, como um tributo a Luís Lima, um jovem sanjoanense que tinha um grande interesse pela música e consciência social. Esta homenagem, levou a uma enorme adesão familiar e municipal que levou à concretização de uma associação com o seu nome e à fortificação deste conceito como um festival. Através da sua receita de bilheteira são elaborados donativos para famílias carenciadas (programa "Apadrinhe esta ideia") e a várias instituições nacionais a cada edição;
 
Edp Cooljazz
O leilão de uma guitarra é já algo que acompanha as mais recentes edições do festival. A cada ano, um dos principais artistas internacionais do cartaz assina este objeto dando ênfase ao projeto "Guitarra Solidária". Para 2018, o britânico Van Morrison é o artista envolvido e o valor inicial de licitação está cifrado em 600€ - todo o valor angariado do mesmo reverte para a CERCICA (Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais), localizada na cidade que passa a acolher os concertos do festival.

 

Ricardo Bramão
Presidente e Fundador APORFEST, Associação Portuguesa de Festivais de Música.
 
Publicado em Ricardo Bramão
O evento Aura Sintra, que vai decorrer entre os dias 1 e 4 de agosto, no centro histórico da localidade, vai juntar vários DJs e VJs num espetáculo único com videomapping, instalações audiovisuais interativas, esculturas de luz e biomiméticas.
 
No primeiro dia, numa estrutura em cúpula com 10 metros de diâmetro na Volta do Duche, os visitantes podem contar com a performance de DJ Tiago e VJ Luís Lázaro, enquanto que no dia seguinte sobem ao palco DJ Skalator e VJ Miguel Osório. No dia 3 de agosto é a vez de DJ Johnny e VJ PTV e a fechar a edição deste ano do evento é a vez de DJ Wize e VJ Uliarud Uliarud.
 
Outra das iniciativas previstas são as Aura Talks, onde os presentes poderão estar perto de vários artistas numa conversa, a partir das 16 horas. O evento é de entrada livre e pretende explorar o tema da relação entre a sociedade e o ambiente com o objetivo de reduzir o impacto ambiental negativo.
 
Publicado em Festivais
A dupla Axwell /\ Ingrosso vai subir pela primeira vez ao palco do RFM SOMNII - O Maior Sunset de Sempre, segundo informa o site oficial da rádio que dá nome ao evento. O regresso dos ex-membros do coletivo Swedish House Mafia está marcado para 7 de jullho na Praia do Relógio, Figueira da Foz.

Os bilhetes já se encontram disponíveis nos locais habituais com preços entre os 21,50 e os 146 euros.

Recorde-se que o projeto dos dois artistas suecos esteve pela primeira vez em 2015 (18 de dezembro) na Meo Arena, no evento “Where’s The Party?” com assinatura da Carlsberg.

Confere abaixo todos os artistas confirmados até ao momento:
 
6 de julho:
Yellow Claw
Angerfist
Quintino
Curbi
Tom Staar
GTA
 
7 de julho:
Axwell /\ Ingrosso
Chocolate Puma
Gregor Salto
Moksi
Slushii
Ummet Ozan
 
8 de julho:
Steve Angello
Alan Walker
Brooks
Cesqeaux
Corey James
Garmiani
 
Publicado em Festivais
terça, 15 janeiro 2019 22:51

Kraftwerk confirmados no EDP Cool Jazz

O famoso grupo alemão de música eletrónica está de volta a Portugal. Os Kraftwerk são a mais recente confirmação para o festival EDP Cool Jazz, que vai decorrer em Cascais nos dias 9, 10, 16, 20, 24, 25 e 31 de julho.
 
A atuação está inserida na atual digressão dos artistas, que proporcionam um espetáculo único com animações em três dimensões. A última vez que os Kraftwerk estiveram em Portugal foi em 2017, no festival NEOPOP.
 
O espetáculo tem data marcada para o dia 31 de julho, no Hipódromo Manuel Possolo. Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais com preços entre 45 e os 55 euros.
 
 
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 19
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.