Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Mensal

 

Luís Miranda, de 24 anos, era natural de Ronfe, em Guimarães e estava a celebrar o aniversário de um amigo, na discoteca Bar Chic, em Famalicão, quando foi agredido pelos seguranças, depois de ter sido expulso do espaço noturno.
 
Depois do jantar de aniversário do amigo de Luís, o grupo dirigiu-se ao Bar Chic, na vila de Riba d’Ave, para continuar a celebração. Ao fim de algumas horas, o jovem de 24 anos foi expulso da discoteca por estar excessivamente alcoolizado e por provocar confusão com outros clientes presentes. No exterior, Luís reagiu à sua expulsão, atirando objetos em direção aos seguranças, que reagiram com violência e perseguição.
 
As lesões graves, principalmente na zona do torso e na cabeça, fizeram com que o jovem fosse imediatamente levado para o hospital de Riba d’Ave, e, porteriormente, para o hospital de Braga. Permaneceu internado, em estado de coma e com o prognóstico reservado, acabando por falecer na passada sexta-feira.
 
A família de Luís fez queixa às autoridades na terça-feira e o caso já está a ser investigo pela Polícia Judiciária do Porto, após a morte do jovem. Agora aguarda-se os resultados da autópsia, segundo o jornal Público.
 
Recorde-se que esta semana a polícia já identificou os agressores do caso onde também envolve seguranças e um jovem agredido no Cais do Sodré, em Lisboa.
 
Publicado em Nightlife
O presidente da Associação de Discotecas Nacional defendeu esta quarta-feira um reforço de policiamento para resolver os problemas da noite, como os que têm sido registados nos últimos dias de norte a sul do país, e pediu para ser ouvido pelo Governo.
 
"Ainda não ouvimos o Ministério da Administração Interna [MAI] pronunciar-se relativamente a estes acontecimentos. Não ouvimos ninguém do Estado a vir falar sobre estas situações", disse José Gouveia e acrescentou que a ADN quer passar às pessoas a mensagem de que estas situações graves não definem a noite.
 
De acordo com o presidente da Associação que representa as discotecas em Portugal, situações como as agressões no Algarve, envolvendo um segurança que nem sequer fazia parte do corpo de segurança da discoteca onde ocorreram as agressões, não definem o setor. “Esta situação não espelha nem define aquilo que por exemplo é a segurança em Portugal.” 
 
À Lusa, José Gouveia sublinhou que a ADN teve durante os 19 meses em que as discotecas estiveram encerradas, reuniões com o secretário de Estado do Comércio e com a Câmara Municipal de Lisboa, nas quais alertaram para a importância de regulamentar melhor a questão da noite.
 
“Sabemos que em momentos de crise financeira e económica que estamos a viver, a violência acaba por escalar e também quando há um sentimento de impunidade como o que vimos nas imagens projetadas na televisão ou nas pessoas apanhadas em assaltos e que saem no próprio dia", contou.
 
No seu entendimento, isto faz com que o aumento da criminalidade se proporcione.
 
“Fala-se tanto em segurança, dos seguranças da noite, nas casas, mas não se fala da segurança na rua, que é da responsabilidade do Estado, da tutela do MAI e das forças de segurança” destacou, defendendo um reforço do policiamento.
 
Na opinião de José Gouveia, a presença das forças de segurança é um elemento dissuasor como por exemplo nos casos de roubo ou violência.
 
“Nós somos obrigados a ter uma série de regras nos estabelecimentos, tudo isto devido ao tipo de negócio que temos e depois o cliente sai cá para fora e não há um polícia, um sistema de videovigilância. Acaba por haver aqui um desequilíbrio”, realçou.
 
José Gouveia destacou ainda que o negócio da noite “está frágil, passou um mau bocado e não precisa disto”.
 
“O que pedimos é que haja um interlocutor junto do Estado. Nós temos o conhecimento da operação, o que se passa no terreno, então queremos ser ouvidos, explicar como estas situações se resolvem. Queremos também passar uma palavra de sensibilização às empresas, para os operadores da noite, para que tenham cuidado para que estas situações não ocorram, mais cuidado para com os seus clientes, com o tipo de pessoas que contratam e as empresas com quem trabalham”, concluiu.
Publicado em Nightlife
Por onde passa deixa a sua marca. Steven Rod, dono de um carisma e talento que lhe é característico, regressa na próxima quinta-feira dia 20 de dezembro à El Pelícano, na Corunha. O recém-eleito número 16 no TOP 30 nacional, fecha, desta feita o ano de 2018 com um mês repleto de atuações em Portugal e além-fronteiras, numa das mais badaladas discotecas do país vizinho, atualmente a concorrer ao TOP 100 dos melhores clubs, levado a cabo pela revista DJ Mag.

Este regresso ao El Pelícano acontece meses depois de Steven Rod ter atuado ao lado de Steve Angello, membro dos Swedish House Mafia neste mesmo espaço de referência em Espanha que apenas tem recebido grandes nomes da música eletrónica.
 
Publicado em Artistas
quarta, 01 outubro 2008 21:44

La Movida Beach abre no Montijo

O grupo OPER, detentor dos Buddha Club, Buddha Lx, Art Lx, La Movida em Matosinhos e Guimarães, abrem na zona sul o La Movida Beach Montijo,  um conceito que tem tido imenso sucesso junto de todos os que o visitam pela sua originalidade e ambiente.

Esta inauguração que terá lugar na próxima 6ªf dia 3 de Outubro pelas 23:30 conta com a presença de figuras públicas ligadas aos mais variados quadrantes da vida nacional.

O La Movida Montijo fica localizado na antiga discoteca DXL no Largo da Estação, 2 – Montijo.
Publicado em Nightlife
A discoteca lisboeta Lust in Rio vai substituir as palhinhas de plástico por soluções menos prejudiciais para o ambiente, e, desta forma, contribuir assim para a diminuição da sua a pegada ecológica. A medida já está em fase de testes e o espaço de diversão noturna promete dar início a uma mudança do plástico descartável para o reutilizável e biodegradável

Outra das medidas do grupo é diminuir com o uso dos copos descartáveis de plástico e a substituição de vários produtos de plástico para outros de materiais mais amigos do ambiente.

"Já temos os cuidados normais da separação dos materiais, mas decidimos ir mais além. Vamos fazer a nossa parte e já estamos há algum tempo a diminuir o consumo dos copos descartáveis em todas as gamas, ao mesmo tempo em que substituímos alguns produtos habitualmente servidos em garrafas de plástico por vidro. Não temos números finais porque esta é uma ação que está em curso mas contamos que tenha um impacto grande e que possamos diminuir, até ao verão, cerca de 30% do consumo do descartável",  esclarece Samuel Lopes, administrador do Grupo que detém o Lust in Rio.

A discoteca espera com esta medida, dar o exemplo a outras empresas e também dar resposta à pressão crescente para que seja usado menos plástico na indústria. 
Publicado em Nightlife
O produtor portuense Arctween acaba de lançar o seu novo EP "Dance of the Spheres", pela primeira vez, com selo da Discotexas.  

Este EP conta com dois temas que combinam o vasto conhecimento de instrumentos de Arctween e a sua própria sonoridade desenvolvida dentro de todo o espectro musical.

"Dance of the Spheres" define Arctween na perfeição: a fusão de sonoridades eletrónicas com a simplicidade de instrumentos como a bateria e o violoncelo. Desde muito jovem que Tito Romão estabeleceu uma grande ligação com a música. A constante procura por ritmos e música dos vários cantos do planeta, deu origem a uma sonoridade distinta numa fusão perfeita entre a natureza humana e o pulsar das máquinas que tão bem caracterizam o produtor.

Este novo trabalho musical está disponível em todas as plataformas digitais.
 
Publicado em Música
Um homem de 21 anos foi hoje detido nos arredores de Paris por ser suspeito de matar um jovem de 19 anos à porta da discoteca Lick, no Algarve.

De acordo com o comunicado da Polícia Judiciária, a Direção Central da Policia Judiciária francesa deteve o alegado homicida, a pedido das autoridades portuguesas e na presença de elementos da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária.

O crime ocorreu na madrugada de 23 de agosto do ano passado tendo o suspeito fugido do local, imediatamente a seguir à prática do crime.  Lucas Leote, de 19 anos de idade, foi mortalmente atingido por um projétil disparado por uma arma de fogo.

O detido será entregue às autoridades portuguesas, a fim de ser submetido a interrogatório Judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas sendo o caso dirigido pelo Ministério Público da Secção de Loulé do DIAP de Faro.
Publicado em Nightlife
quinta, 31 agosto 2017 21:56

Discoteca Place encerra portas

A discoteca Place, em Lisboa, anunciou ontem num comunicado oficial na sua página de Facebook o encerramento do espaço de diversão noturna depois de dois anos de festa.
 
O encerramento de portas da discoteca lisboeta vai acontecer nos próximos dias 2 e 3 de setembro, com duas festas que prometem ficar para a história dos clientes do espaço. Segundo a gerência, o edifício do Place “foi adquirido por um fundo de investimento a fim de outra atividade económica”.
 
Voyage, DJ Barata e Afrokillerz são alguns dos artistas convidados para os últimos eventos do Place. Pela discoteca de Lisboa passaram nomes como Joana Perez, A-Gold, Dynamic Duo e Meninos da Vadiagem
 
No comunicado oficial, os gerentes do Place agradecem pelas “mais de 400 noites” de festa e prometem voltar em breve.
 
Publicado em Nightlife
Várias discotecas de Friburgo, na Alemanha, decidiram proibir a entrada de refugiados no seguimento de um conjunto de incidentes, entre os quais uma alegada tentativa de violação, noticia este sábado o jornal alemão Badische Zeitung.
 
De acordo com o jornal, pelo menos meia dúzia de discotecas naquela cidade do sul da Alemanha, já perto de França, escolheram proibir ou restringir a entrada de refugiados no seguimento de uma série de incidentes envolvendo estes migrantes, entre os quais se contam uma tentativa de violação, roubos e uma tentativa de esfaqueamento de um segurança de uma discoteca.
 
“Decidimos de momento não permitir a entrada no White Rabbit de pessoas que tenham o estatuto de solicitadores de asilo. Não foi um passo fácil mas não vemos outro caminho para enfrentar determinados problemas”, lê-se num email enviado pela gerência desta discoteca.
 
Outros clubes permitem apenas um número limitado de entradas a refugiados ou em noites específicas, acrescenta a reportagem do Badische Zeitung, citada pela agência espanhola Efe.
 
“Temos a pretensão política de ser um clube aberto mas não podemos permitir que as coisas continuem assim”, disse o administrador da discoteca Jazzhaus, Michael Musiol, ao jornal.
 
Citado na reportagem, o comissário da polícia, Harry Hochuli, disse que não houve um aumento da criminalidade, mas reconheceu uma subida no número de furtos e roubos, e notou também um aumento no número de grupos de homens que circulam nas ruas, à noite.
 
“Se lhes negam a entrada nas discotecas, aumenta a agressividade e o problema é levado para as ruas”, referiu o comissário.
 
Publicado em Nightlife
O Manta Beach volta a dar que falar mais um ano. Não fosse esse o objectivo da sua Direcção liderada pela Tia e Relações Públicas - Maya.
Residência de grandes festas de Verão, este espaço situado em pleno Sotavento Algarvio, assume a cada ano que passa, um estatuto de qualidade superior no que diz respeito a espaços situados no Algarve.
 
O Cartaz de artistas apenas será apresentado na Sexta-Feira dia 17 de Junho no Blues Café em Lisboa.
Porém, e segundo Maya adiantou ao 100% DJ, este espaço permanecerá na Manta Rota embora com uma estrutura diferente.
 
Como parceiros até ao momento oficializados o Manta Beach conta a marca auto Alfa Romeo, Mito e a bebida oficial será Malibu.
Confirmados como Relações Públicas estão: Maya, Carla Baía, Sandra Sá (Porto), António Leal e Silva e o André Patuleia.
Chefe de bar VIP: Mário Franco
Produção Executiva: Vasco Martins Preto
Direcção de bares: Bruno Correia (ex-Buddha e ex-ART)
DJ residente: Gemma (Blues)
VJ residente : Sync (BBC)
Porteiro: Paulo Drumond (BBC).
E ainda o Apoio da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.
 
Se 2010 foi um ano favorável no que diz respeito a artistas e festas top, é certo e já de prever que em 2011 a quality do line-up repete-se mas em moldes superiores, mesmo com a 'crise' na carteira dos noctívagos sempre bastante exigentes. É ver para crer!
 
Publicado em Nightlife
Pág. 2 de 6

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.