Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Mensal
terça, 06 fevereiro 2018 17:48

Discoteca de Coimbra ganha novo nome

Depois de Theatrix e Twiit, a discoteca de Coimbra ganha nova cara e nome a partir do próximo dia 8 de fevereiro.
 
O espaço de diversão noturna, agora chamado de Look, vai contar com a Dupla Mete Cá Sets e o DJ residente Luís Pinheiro para a festa de inauguração.
 
A discoteca está localizada nas Galerias Avenida, na Avenida Sá da Bandeira, na famosa cidade dos estudantes universitários.
 
Publicado em Nightlife
quinta, 20 janeiro 2011 19:16

The Loft reabre mais doce no sábado

As obras de remodelação do emblemático 'The Loft' terminaram à poucos dias.
A festa de inauguração está marcada para o próximo sábado dia 22 de Janeiro e será uma noite que irá adoçar a boca de muitos noctívagos.
 
A partir de agora e todos os sábados, o conceito 'Sweet' está de volta ao mítico espaço da capital lisboeta, sendo que a partir de Fevereiro o doce conceito marcará também as noites de quinta-feira.
O conceito 'Sweet' sempre habitou o seu fiel público a 'pequenas surpresas' e a noite de inauguração não será excepção.
 
A estrear a nova cabine são presenças confirmadas o DJ Irie, Kamala, Riot, Link e ainda a participação especial de NBC, Pina e David Cruz.

«This is as Sweet as... Lisboa will get!...»
Publicado em Nightlife
O presidente da Associação de Discotecas Nacional defendeu esta quarta-feira um reforço de policiamento para resolver os problemas da noite, como os que têm sido registados nos últimos dias de norte a sul do país, e pediu para ser ouvido pelo Governo.
 
"Ainda não ouvimos o Ministério da Administração Interna [MAI] pronunciar-se relativamente a estes acontecimentos. Não ouvimos ninguém do Estado a vir falar sobre estas situações", disse José Gouveia e acrescentou que a ADN quer passar às pessoas a mensagem de que estas situações graves não definem a noite.
 
De acordo com o presidente da Associação que representa as discotecas em Portugal, situações como as agressões no Algarve, envolvendo um segurança que nem sequer fazia parte do corpo de segurança da discoteca onde ocorreram as agressões, não definem o setor. “Esta situação não espelha nem define aquilo que por exemplo é a segurança em Portugal.” 
 
À Lusa, José Gouveia sublinhou que a ADN teve durante os 19 meses em que as discotecas estiveram encerradas, reuniões com o secretário de Estado do Comércio e com a Câmara Municipal de Lisboa, nas quais alertaram para a importância de regulamentar melhor a questão da noite.
 
“Sabemos que em momentos de crise financeira e económica que estamos a viver, a violência acaba por escalar e também quando há um sentimento de impunidade como o que vimos nas imagens projetadas na televisão ou nas pessoas apanhadas em assaltos e que saem no próprio dia", contou.
 
No seu entendimento, isto faz com que o aumento da criminalidade se proporcione.
 
“Fala-se tanto em segurança, dos seguranças da noite, nas casas, mas não se fala da segurança na rua, que é da responsabilidade do Estado, da tutela do MAI e das forças de segurança” destacou, defendendo um reforço do policiamento.
 
Na opinião de José Gouveia, a presença das forças de segurança é um elemento dissuasor como por exemplo nos casos de roubo ou violência.
 
“Nós somos obrigados a ter uma série de regras nos estabelecimentos, tudo isto devido ao tipo de negócio que temos e depois o cliente sai cá para fora e não há um polícia, um sistema de videovigilância. Acaba por haver aqui um desequilíbrio”, realçou.
 
José Gouveia destacou ainda que o negócio da noite “está frágil, passou um mau bocado e não precisa disto”.
 
“O que pedimos é que haja um interlocutor junto do Estado. Nós temos o conhecimento da operação, o que se passa no terreno, então queremos ser ouvidos, explicar como estas situações se resolvem. Queremos também passar uma palavra de sensibilização às empresas, para os operadores da noite, para que tenham cuidado para que estas situações não ocorram, mais cuidado para com os seus clientes, com o tipo de pessoas que contratam e as empresas com quem trabalham”, concluiu.
Publicado em Nightlife
Um jovem de 19 anos foi assassinado à facada, este sábado de manhã, numa discoteca em Lisboa, durante uma rixa. O espaço de diversão estava cheio com cerca de 300 pessoas, que assistiram aos acontecimentos. Os agressores estão em fuga.
 
O crime ocorreu cerca das 6:30 horas deste sábado na discoteca República da Música, na Rua do Centro Cultural, em Lisboa.
 
Airton Brazão, de 19 anos, vivia na Reboleira, na Amadora e foi morto durante uma rixa entre grupos africanos. Acredita-se que se tratou de um assassinato de vendeta, na sequência de outros crimes que têm ocorrido entre grupos rivais na Amadora.
 
Quando a ambulância do INEM chegou à discoteca, já o jovem estava morto.
 
A Polícia Judiciária está no local a proceder a investigações que levem a detenção dos agressores.
 
Fonte: Jornal de Notícias.
Publicado em Nightlife

 

A discoteca Estado Novo, em Matosinhos, anunciou o seu encerramento 17 anos depois, recheados de sucessos e boas recordações que irão ficar na memória de quem por lá passou.
 
O encerramento será especial, com uma festa “onde a loucura é garantida”, segundo a administração do espaço noturno, no próximo dia 25 de abril (sábado), com o tema “Golpe de Estado”.
 
Uma das surpresas da noite, organizada pela USP, é a oferta de canetas a todos os presentes, para que possam escrever “dedicatórias e gritos de revolta”, mas há um problema: “não haverá papel”. Sendo assim, o corpo será um autêntico mural de palavras.
 
Para a festa de despedida do Estado Novo correr bem, foram impostas algumas regras. É extremamente proibido usar muita roupa, má disposição, não beber todas as bebidas, não gastar todas as canetas e sair sem estar com o corpo todo pintado.
 
O preço das entradas será de 5 euros para as mulheres, com a oferta de 5 bebidas e de 10 euros para os homens, com 10 bebidas grátis.
 
A discoteca Estado Novo foi palco de inúmeros eventos de sucesso e pela cabine passaram grandes nomes da música eletrónica.
 
 
Publicado em Nightlife
domingo, 02 setembro 2012 20:11

Almada: 14 feridos numa rixa junto a discoteca

Uma desordem junto a uma discoteca no Feijó, Almada, este domingo de madrugada, provocou pelo menos 14 feridos ligeiros, alguns dos quais receberam assistência hospitalar.
 
Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, dos 14 feridos, vários foram transportados para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, e outros foram assistidos no local, três dos quais recusaram transporte para o hospital.
 
A mesma fonte adiantou que o alerta foi recebido no CDOS cerca das 02.00 horas.
 
Para o local, de acordo com a fonte do CDOS, foram mobilizados 16 bombeiros das corporações de Cacilhas e Almada, apoiados por sete viaturas, a maioria ambulâncias, e uma viatura médica de emergência e reanimação.
 
A PSP de Almada tomou conta da ocorrência, mas contactada pela Agência Lusa ninguém da força de segurança se mostrou disponível para prestar informações sobre esta ocorrência.
Publicado em Nightlife
sexta, 05 novembro 2010 15:37

Model's abre com nova gerência

A discoteca Model’s, localizada em Cabeceiras de Basto, reabre com nova gerência amanhã, Sábado 6 de Novembro.

A discoteca que marcou a noite cabeceirense promete um regresso em grande, com equipa totalmente remodelada e com o DJ/Produtor Jay Master a assumir o papel de DJ residente.
Muitas outras surpresas irão ser reveladas em breve.
Publicado em Nightlife
quarta, 10 agosto 2016 12:00

Leiria: Beat Club encerra portas

A discoteca Beat Club, um dos espaços noturnos mais conhecidos da cidade de Leiria, encerrou portas por ordem do tribunal. Em causa, segundo o Jornal de Leiria, está um pedido de insolvência da discoteca depois de um conflito entre a gerência e dois antigos funcionários.
 
Além de festas temáticas e noites académicas, o Beat Club recebia regularmente alguns festivais e concertos. As noites académicas eram um dos pontos fortes do espaço, realizadas às terças e quintas-feiras, onde era habitual a presença de estudantes universitários da cidade que enchiam os dois pisos da discoteca.
 
O Jornal de Leiria chegou a comparar o Beat Club com o The Hacienda de Manchester, uma vez que os dois espaços foram palco de grandes estreias de bandas e pela aposta nos novos talentos musicais.
 
{youtube}weTWuNdPdJk{/youtube}
Publicado em Nightlife
domingo, 04 dezembro 2016 14:54

EUA: incêndio em discoteca faz nove mortos

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de duas dezenas estão dadas como desaparecidas na sequência de um incêndio durante uma festa de música eletrónica em Oakland (Califórnia) nos Estados Unidos. Face ao número de vítimas que estarão entre os destroços, as autoridades admitem que o número de mortos possa chegar aos 40.
 
O incêndio deflagrou por volta das 23h30 locais de sexta-feira (7h30 de sábado em Portugal continental) na sala de espetáculos Ghost Ship, perto da baixa de Oakland, onde várias dezenas de pessoas assistiam a um espetáculo do projeto eletrónico Golden Donna de Joel Shanahan. 
 
As operações de resgate estão a ser demoradas porque o telhado do armazém ruiu. Teresa Deloach-Reed, porta-voz dos bombeiros locais confirmou ao jornal East Bay Times que o telhado colapsou, dificultando o trabalho das equipas no local e explicou que a maior parte das vítimas mortais foram encontradas no segundo andar do edifício. No evento estavam entre 50 a 100 pessoas.
Publicado em Nightlife
A discoteca Queen, em Sanguiñeda, na Galiza, recebe este sábado dia 11 de julho o evento "Iberian Connection", como forma de celebração da "reabertura das fronteiras depois de meses encerradas", numa altura em que, do lado português, os espaços de animação noturna continuam encerrados e sem previsão de abertura.

Nesta festa a cabine será ocupada pelos DJs portugueses Pete Tha Zouk, Mayze X Faria, com G-Soul, Rafael Barros em back2back com Ricardo Ribeiro e o jovem talento Urze.

Relativamente às regras de higiene e segurança, a Discoteca espanhola adotou várias medidas preventivas nomeadamente a desinfeção permanente por plasma frio através da ventilação do espaço, o acesso controlado às casas de banho, o uso obrigatório de máscara e a desinfeção das mãos ao aceder à pista de dança. O espaço implementou ainda câmaras térmicas para medição de temperatura dos noctívagos. 

De recordar que na segunda-feira, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu a reabertura dos espaços de animação noturna em Portugal, ressalvando que, caso não seja viável, o Governo deve acolher as propostas de apoio apresentadas, evitando assim a destruição do primeiro setor a encerrar portas.
Publicado em Eventos
Pág. 3 de 6

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.